Despir o corpo ou desnudar a alma?

Vemos na atualidade a grande movimentação da sociedade na busca do corpo perfeito e os grandes esforços que o ser humano faz para alcançar um modelo esteticamente convencionado como ideal.

Uma pele sem rugas, sardas ou marcas de expressão, o peso corporal dentro de certo padrão, cabelos e unhas artificiais, mamas, abdome, nariz, nádegas, panturrilhas e genitália a serviço do objetivo particular de tornar-se mais belo, mais bela. A busca pela conciliação da autoestima e autoimagem com o referencial que cada um traz consigo ao se olhar no espelho, movimenta muitos negócios e proporciona alegrias, e até tristeza como temos repetidamente acompanhado nos noticiários.

Cuidar do corpo, nutrir-se bem, exercitar-se e até lançar mão de procedimentos estéticos não constitui mal algum – é escolha que cabe a cada um no seu processo de aceitação do corpo e imagem. No entanto, a obsessão por atender o apelo social de ser bonito, sexy e desejável fisicamente, tem exposto a vida ao risco de findá-la muitas vezes até mesmo antes dos resultados acontecerem.

Ainda temos muito a aprender sobre beleza, simetria e a dosagem do quanto trazemos da beleza interna que possuímos para o nosso corpo e nossa aparência.

Somos seres integrais e podemos muito mais do que praticar mudanças externas sem que aceitemos nosso corpo como a natureza o fez.

Quantos de nós temos vergonha do próprio corpo, achamos que temos partes grandes ou pequenas demais se comparadas com o que aprendemos a dizer que é bonito.

Na nossa prática, temos contato com muitas pessoas que experimentaram um grande vazio após fazerem de tudo que puderam para tornarem seus corpos esculturais e deram menos importância à exposição do que realmente são.

Como todos sabem, em muitas práticas do tantra temos a experiência da nudez. Ficar nu é condição primitiva de todos nós, viemos ao mundo assim.

Um percentual muito grande das pessoas se depara com um conflito, pois se despir o corpo já causa certo constrangimento, imagina desnudar a alma?

Pense nisso!!!! Faça plásticas, rejuvenescimento e tudo mais que a ciência e a tecnologia médica podem oferecer com a devida segurança, mas por favor: lembrem do equilíbrio entre o que vai mostrar de dentro e de fora, e cresça na sua luz, plena e integralmente!!!!

*Alexandre Leitão é executivo de negócios e lifecoach e especialista em pessoas. Os times de trabalho merecem desenvolver Autoconfiança, Resiliência, Empreendedorismo, Sinergia e Empatia para tornar o ambiente corporativo um lugar que faça sentido para suas vidas e para a missão individual dos seus integrantes.

Instagram: @t_coaching

Facebook: facebook/t.coaching1

Mais informações à imprensa:

Hilly Lins

55 11 98393-5098

Hilly.lins@compartilhemkt.com.br


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square